Bonus Mission!

Book Log #1 – As Aventuras do Caça-feitiço

1

Conforme eu prometi lá no meu post de metas do ano, em 2017 eu pretendo falar aqui mais sobre os livros que eu li. Assim como os mangás e os jogos, vou tentar fazer resenhas das minhas leituras conforme eu for acabando, mas como tenho lido pouco livros em comparação aos jogos e mangás, resolvi criar essa coluna, o Book Log, pra deixar os posts mais organizadinhos.

Nesse primeiro post eu vim falar sobre uma série inteira de livros: The Wardstone Chronicles, ou, como é conhecido no Brasil, As Aventuras do Caça-Feitiço. Como minha leitura mais recente foi o décimo livro da série, “O Sangue“, ficaria meio estranho falar somente sobre ele, de modo que decidi fazer um post mais abrangente. Desse modo, sempre que eu fizer leitura da continuação de alguma série que nunca falei aqui, utilizarei o mesmo formato.

As Aventuras do Caça-Feitiço é uma série escrita por Joseph Delaney, composta de 13 livros, e publicada entre 2004 e 2014 (com uma continuação sendo publicada atualmente lá fora). Na história conhecemos Thomas “Tom” Ward, um sétimo filho de um sétimo filho, condição que o habilita a se tornar um Caça-feitiço (Spook, no original). Os caça-feitiços são pessoas semelhantes a exorcistas, que combatem fantasmas, feiticeiras, ogros e todo o tipo de criatura sobrenatural das trevas. Desse modo, Tom é enviado para ser o aprendiz do caça-feitiço do condado onde mora, John Gregory. É aí então que as aventuras do garoto começam, e ele vai descobrir que seu propósito nesse mundo é bem maior do que apenas ser um caça-feitiço.

4

A série de Joseph Delaney é composta por livros que vão te conquistando bem aos pouquinhos. O negócio é que os primeiros três volumes são quase histórias fechadas que apenas abrem caminho para a grande saga que vai se formando a partir daí. Ao chegar no quarto livro fica impossível não olhar pra trás e se dar conta de que o autor criou uma história incrível, ambientada em um universo fenomenal, que mistura a mitologia própria com outras pré-existentes.

Além de mestre e aprendiz, o time de protagonistas também é composto pela misteriosa garota Alice Deane e por Grimalkin, minha personagem preferida, uma feiticeira assassina em busca de vingança. Nem todos eles aparecem desde o começo, mas a relação entre os quatro se desenvolve de maneira única, formando assim um time inusitado de protagonistas que ganhou meu coração! Delaney também sabe criar um time de vilões como ninguém. Apesar de apresentar um grande leque de personagens malignos, o vilão principal da série é o mal insuperável, que não precisa de motivos para querer destruir a todos, apenas por ser quem é. Quando foi apresentado, notei o quão longe Delaney queria chegar com aquela história, e a partir daí tudo só melhora, pois cada livro mistura um pouco de histórias episódicas com o desenrolar da grande jornada de Tom para destruir o grande vilão da série.

2

Nos livros, a narrativa é toda em primeira pessoa, sendo o narrador, claro, Tom. Cada livro é um relato de seu diário, e a escrita é bem simples e fluída de modo que, até os livros mais longos da série acabam sendo fáceis de serem terminados em um ou dois dias. Existem ainda três exceções na narrativa, sendo um dos 13 livros narrado por Grimalkin, outro por Alice e um por uma criatura das trevas.

Algo que pode erroneamente vir a incomodar alguns leitores é o modo como o autor trata do sexo feminino na série. Por se passar na idade média de um universo alternativo, naquele ambiente o homem é visto, na maioria das vezes, como pessoa de bem, enquanto as mulheres são um sexo a ser temido por conta da caça às bruxas, praticada inclusive pelos próprios caça-feitiços. Porém existe uma razão nisso, já que as feiticeiras da série são realmente seres malignos! Ainda assim, Delaney coloca um contra-peso nisso, ressaltando a importância de Alice e Grimlakin na história, criando duas personagens fortes, marcantes e extremamente decisivas para o andar da história, que não têm medo de nada e que sempre têm alguma coisa a ensinar para os outros dois protagonistas.

3

Em suma, as aventuras de Tom são recomendadas para todo mundo que gosta de uma boa história de fantasia. A trama é encantadora e assustador ao mesmo tempo, os personagens são muitíssimo bem construídos e a narrativa é agradabilíssima, de modo que o número de livros da série só assusta, mas podem ser lidos rapidamente. Embora com este nome traduzido bem HORRENDO, “As Aventuras do Caça-feitiço” é lançado pela Editora Bertrand no Brasil, que publica cerca de um livro por ano, estando atualmente no décimo. A série também possui uma adaptação para o cinema chamada “O Sétimo Filho“, a qual não recomendo nem pro meu pior inimigo. Já a série de livros é uma das que mais recomendo!

Livros da série:

01. O Aprendiz
02. A Maldição
03. O Segredo
04. A Batalha
05. O Erro
06. O Sacrifício
07. O Pesadelo
08. O Destino
09. Eu sou Grimalkin
10. O Sangue
11. Slither’s Tale (ainda sem tradução)
12. Alice (ainda sem tradução)
13. Revenge (ainda sem tradução)

Extras:

– O Bestiário do Caça-feitiço
– The Spook’s Stories – Withces (ainda sem tradução)
– The Spook’s Tale (ainda sem tradução)

 Obs.: No Reino Unido, a série é lançada nas edições “normal” e “colecionador”. As ilustrações do post são da edição britânica normal, enquanto a versão brasileira da série é baseada nas edições de colecionador (capas abaixo). O conteúdo é o mesmo, apenas as capas são diferentes.

 5

2 comentários sobre “Book Log #1 – As Aventuras do Caça-feitiço

  1. Rafael Andreotti

    Mais uma série de 13 livros que vc me deixa com vontade de ler, haha! Já devorei todos os Desventuras em Série por indicação tua e amei, então quem sabe não encaixo o Caça-Feitiço nas minhas leituras desse ano também <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *