Bonus Mission!

Sailor Moon: Another Story, um RPG clássico e divertido!

1

Lançado em 1995 para SNES, Bishoujo Senshi Sailor Moon: Another Story é um RPG das guerreiras lunares que saiu só no Japão, mas chegou às nossas mãos a partir de traduções feitas pelos fãs. Conheci esse jogo lá no começo dos anos 2000 e sempre o achei encantador, mas nunca terminei. Como as minhas aventuras em Dragon Quest no emulador terminaram recentemente, resolvi jogar mais algumas coisas que deixei passar, e esse foi o primeiro.

No jogo, a história se passa logo após o fim do arco Infinity / Sailor Moon S. Usagi está em paz com suas amigas após derrotar os Death Busters, porém, um novo grupo de inimigos surge e planeja mudar o passado, presente e o futuro enquanto revive todos os inimigos já derrotados pelas Sailor Senshi! A primeira vista o jogo parece ser baseado no anime, porém ele é um misto entre o conteúdo do anime e do mangá, podendo assim ser considerado uma história não-canônica, mas que não deixa de ser incrível.

pssmshot42pssmshot43

No geral, Another Story faz um trabalho louvável na hora de desenvolver cada personagem. Aqui, todas as Sailor Senshi são jogáveis e, principalmente as Inner Senshi, são muito bem exploradas. O jogo é dividido em 5 capítulos, sendo que um deles é dividido em sub-capítulos para cada Inner: Mercury, Mars, Jupiter e Venus. A pegada da vez é que existe um grupo de 5 inimigas que funcionam como “versões malignas” de Sailor Moon e das Inner Senshi. Todas elas também são bem construídas, com personalidades bem definidas, e fiquei bons momentos desejando vê-las em versão animada. Os outros capítulos se dedicam a explorar Uranus, Neptune, Saturn, Pluto, Chibi-Moon e claro, a história, que não perde em nada para qualquer arco do anime ou do mangá.

2

As batalhas do jogo são simples, em turno, mas trazem alguns diferenciais muito bem vindos, como ataques combinados entre as guerreiras. O time das lutas é formado apenas por 5 dentre as 10 personagens, de modo que acaba sendo comum durante a história uma divisão entre dois grupos, podendo assim o jogador, na maioria das vezes, selecionar quais as guerreiras ele quer em seu grupo. Ainda vale ressaltar que, por ser um jogo baseado em um mahou shoujo, muitas vezes ele dá a impressão de ser fácil. Mas isso é um grande engano. As batalhas aqui são puxadas e a morte das personagens é mais do que frequente, fazendo com que o jogador fique um bom tempo no grinding. A boa notícia é que o grinding é rápido, pois os inimigos normalmente dão bastante experiência, fazendo até com que não seja tão difícil chegar no level 99 antes da última chefe.

3

Por outro lado, Another Story possui uma exploração bem tranquila, e acaba sendo um jogo bem linear, mas sem deixar de ser desafiador. Não é difícil conseguir pistas do próximo lugar para ir, bem como as dungeons são todas bem simples e pequenas, sendo esse o ponto negativo que mais me chamou a atenção.

Nos detalhes técnicos, achei tudo bem agradável: os gráficos da era do SNES caíram muito bem e a trilha sonora remete às músicas presentes no anime. Ah! E cada ataque especial das Sailor Senshi é falado, dando um charme a mais para as batalhas, algo que era bem difícil nos jogos lá em 1995. Um ponto que me incomodou um pouco foi a lerdeza na exibição das mensagens em geral, mas só. De resto, tudo é bem charmoso e agradável, e tive a sensação de estar dentro de mais um arco do anime.

4

Sailor Moon: Another Story é um jogo que vale a pena e cumpre o que promete. A história é bem caprichada, as personagens estão mais carismáticas do que nunca, Tuxedo Kamen continua sendo um inútil e as batalhas são gostosas e cheias de possibilidades. Claro, esse não é para ser considerado uma obra-prima, mas é um jogo que garante boas horas agradáveis de diversão, e que com certeza absoluta vai encantar qualquer fã da franquia, seja do anime ou do mangá!

2 comentários sobre “Sailor Moon: Another Story, um RPG clássico e divertido!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *