Bonus Mission!

Yo-Kai Watch – O Guia Completo

yokaipost

Quem me vê no Twitter sabe que uma das coisas das quais mais falei nos últimos tempos é Yo-kai Watch. Esse jogo me pegou de uma maneira que olha, vou falar pra vocês, CONSUMIU A MINHA VIDA. Então, como essa é uma das coisas com as quais fiquei mais obcecado nos últimos tempos, nada melhor do que o primeiro post do blog ser sobre ela, né não?

Bem, Yo-kai Watch (sem o hífen no Japão) é uma franquia produzida pela maravilhosa Level-5 (a mesma de Professor Layton e Ni no Kuni, jóias de minha vida) que se originou através de jogos para o Nintendo 3DS, cujo primeiro foi lançado no Japão lá no meio do ano de 2013. Desde então já foram lançados vários jogos, quase sempre mantendo a tradição de lançamento no verão japonês. Temos então até o momento uma continuação em três versões (sendo a terceira mais completa nos moldes de Pokémon), um spin-off e um lançamento de Yo-kai Watch 3 programado para o verão japonês de 2016. Tem também um spin-off que é uma versão de Just Dance cagada pra Wii U que é tão ruim que não vou levar ela em conta nesse post. Além disso a franquia possui sua versão em anime e mangá. Só que a maior parte disso tudo por enquanto é só no Japão, porque aqui a franquia começou a engatinhar no final de 2015 e disso eu vou falar mais lá pra frente.

MAS QUAL A HISTÓRIA DISSO AÍ?

yokai1

Nela a gente conhece o Nate (Keita no Japão), que em um belo dia de férias vai caçar insetos com seus amigos em uma floresta (insetos são bem populares entre as crianças no Japão, principalmente no verão) e acaba encontrando uma árvore sagrada com uma capsule machine perto dela. Quando ele retira uma das cápsulas da máquina e a abre, ele conhece o Whisper, um Yo-kai. Whisper dá ao Nate um Yo-kai Watch, um relógio que faz com que ele seja capaz de ver os Yo-kais, que são criaturas invisíveis para os humanos comuns e estão sempre causando uma série de problemas até então inexplicáveis. A partir daí o menino terá que encontrar novos Yo-kais, ganhar a amizade deles e resolver esse problemas. Essa é a premissa de toda a franquia. Daí, surge uma série de personagens e elementos feitos pra fazer as crianças implorarem para seus pais comprarem e pra deixar marmanjos como eu loucos pra ter tudo.

É SUCESSO?

yokai2

No Japão é. Muito. Muito mesmo. Em 6 meses, o primeiro jogo vendeu mais de 500 mil cópias, número esse que passou de 1 milhão rapidamente. As duas versões da continuação, em 2014, venderam mais de 3 milhões de cópias juntas, e isso sem contar a terceira versão que chegou logo depois, vendendo também mais de 1 milhão de unidades sozinha! Tanto que Yo-kai Watch 2 foi o jogo mais vendido de 2014 no Japão.
Em 2015 foi lançado o spin-off Yo-kai Watch Busters, que também teve vendas na casa dos milhões. O anime é um grande sucesso de audiência, figurando sempre entre os 10 mais vistos do país, passando até da audiência de Pokémon. Pra completar, o segundo filme da série, lançado no fim de 2015, ultrapassou até o Episódio VII de Star Wars no número de vendas de ingressos (só no Japão, claro). Então, sabendo disso, dê uma chance à franquia e pelo menos leia esse artigo até o final!

MAS E AQUI NO BRASIL?

yokai3

Olha, a franquia ainda não chegou aqui oficialmente. Lançada em 2013 no Japão, demorou cerca de 2 anos e meio para que ela chegasse aos EUA, sendo que, até na Europa ela só vai chegar esse ano. Mas como a saída da Nintendo do país não é um empecilho pra ninguém, nós temos acesso ao primeiro jogo e o anime a gente pode encontrar facilmente online (pelo menos legendado em inglês). Como chegou recentemente, temos só o primeiro jogo disponível e o anime sendo exibido lá fora, sendo que até a linha de brinquedos tá fresquinha nas lojas americanas (pra quem quiser arriscar a pagar 250 reais em uma réplica do relógio). O sucesso é razoável em 3 meses desde a chegada, mas é aquilo né, tem muita (MUITA) gente que torce o nariz antes de conhecer só porque tem “monstrinhos” tipo Pokémon. Yo-kai Watch tá bem longe de ser parecido com Pokémon e PELAMOR gente, quando a gente era criança víamos Pokémon e Digimon e ninguém se matava por causa disso, daí agora tá todo mundo virando velho rabugento que só gosta dos ~old school~. Pode pegar qualquer notícia de qualquer site de games por aí que sempre vai ter um lindinho comentando “nunca vai ser melhor que Pokémon”. Supera, né, flor? O jogo ta aí pra quem quiser experimentar, tem um demo no eShop do 3DS (beeeem bosta por sinal) e já vendeu 200 mil cópias no ocidente por enquanto. É uma quantidade boa até, acho que pelo menos garante a chegada do Yo-kai Watch 2 por aqui.

ENTÃO VAMOS FALAR DOS JOGOS!

Yo-kai Watch

yokai4.jpg

O primeiro jogo da série é bem mais simples se comparado ao segundo, que foi o título que trouxe consigo o grande BOOM da franquia. Ainda assim é um jogo excelente e conseguiu ótimas reviews, e da minha parte foi o melhor lançado em 2015 DE LONGE. Há muito tempo eu não ficava tanto num pós game quanto fiquei nesse jogo.

O foco do RPG é a exploração. A história é simples, mas as side-quests são muito divertidas e tudo ali é em escala natural. A cidade de Springdale (Sakura Town, no Japão) é enorme e aberta. Não é como Pokémon (me desculpem a comparação, mas é um argumento para os rabugentos!) em que você entra em uma escola e é somente uma sala com algumas mesinhas e umas crianças. Em Yo-kai Watch a escola é praticamente um dungeon: você pode explorar sala por sala, biblioteca, sala de música, sala de ciências, enfermaria, terraço, tudo em escala natural ao longo de 4 andares. E todos os ambientes da cidade também são assim, enormes e aliados a um visual colorido e encantador. É difícil demais se cansar da exploração desse jogo. Ah! Aqui você pode escolher o sexo do personagem, sendo menino o corpo do Nate e a versão menina o corpo da Katie (Fumi-chan no Japão).

yokai6
Olha só o tamanho dessa cidade! E é praticamente toda em mundo aberto!

Mas temos também as batalhas! No jogo você pode fazer amizade com os Yo-kais e colocar eles para lutar. O jogador pode carregar até 6 Yo-kais de uma vez, sendo que 3 lutam ao mesmo tempo em um esquema bem dinâmico, em que, na tela de toque, você gira o relógio e muda a disposição dos seus bichos quando quiser. Muita gente chata (aqueles que jogaram a demo pavorosa e não gostaram) diz que as batalhas são muito passivas, pois os personagens atacam sozinhos. Até certo ponto sim, mas quando o jogo engrena você vê que as coisas não são nem um pouco simples, e logo você precisa ficar ligado nos Yo-kais que tomam a linha de frente, nos ataques especiais que podem ser usados na hora e nos itens. Algumas são batalhas bem complicadas e desafiadoras. Toda a atividade que seria utilizada em um combate mais “ativo” é transferida para essa dinâmica de “girar o relógio”-usar itens- usar ataques especiais.

yokai7
É assim que funcionam as batalhas, você controla o relógio na touch screen.

Muita gente também reclama da dificuldade para se fazer a amizade com um Yo-kai, que é bem mais difícil do que se capturar um Pokémon. Mas ora essa, não dizem tanto as lindas que Yo-kai Watch é uma cópia de Pokémon? O propósito aqui não é capturar os Yo-kais e sim fazer amizades; e amizades não são laços que se formam apenas por você jogar um objeto em cima de uma criatura e capturá-la. Existem sim formas de facilitar a criação do laço de amizade, como utilizar um Yo-kai mais popular na luta ou dar o alimento preferido do bichinho desejado, mas ainda assim continua bem desafiador. E isso é ótimo.

Outra coisa que também torna o jogo muito divertido é o Crank-a-kai (Gacha Machine, no original). O Crank-a-kai é a capsule machine que o protagonista encontra no início do jogo. Todos os dias você pode voltar lá e, utilizando moedas especiais encontradas pelo jogo (ou play coins do 3DS) você pode tentar a sorte e tirar 3 cápsulas por dia. O que vai vir dentro de cada uma delas é aleatório: você pode receber itens comuns, itens raros, Yo-kais comuns, Yo-kais raros ou até Yo-kais que só podem ser encontrados colocando a moeda na máquina! Não deixe de ir lá todos os dias!

yokai8
Esse é o Crank-a-kai. Nem parece que foi feito pras crianças
ficarem que nem loucas nas lojas tentando a sorte.

Falando em Yo-kais raros, o jogo também tem sua cota de Yo-kais lendários. Para obtê-los não é muito fácil assim: Algumas páginas do Medallium (onde você guarda as medalhas de amizade com os bichos) trazem algums símbolos que precisam ser coletados. Esses símbolos são coletados quando você forma amizade com algum Yo-kai específico. Logo, cada Yo-kai lendário requer que você pegue por volta de 10 outros Yo-kais específicos para que ele apareça. Pegou os Yo-kais e o lendário é seu, sem batalha nem nada!

yokai9Corpo de poodle, rosto de homem. Simplesmente um Yo-kai Lendário. Sério. Melhor jogo.

No mais é um jogo fantástico que rende muitas e muitas horas de gameplay. Todos falam que o 2 é melhor ainda, então imagina? Vou pirar.
Tá fácil comprar jogos da Nintendo no Brasil? Não. Nem um pouco. Mas é uma das melhores coisas da biblioteca do 3DS, isso eu garanto. Não vai ser dinheiro jogado fora.

Yo-kai Watch 2: Ganso / Honke / Shinuchi

yokai5

Esse é o segundo jogo da série e até agora considerado o melhor. A história parte do ponto onde o primeiro jogo parou. Duas Yo-kais que parecem bruxas surgem durante a madrugada e roubam o Yo-kai Watch do personagem principal, suas medalhas de amizade e retiram as memórias dele sobre os Yo-kais. Mas logo no comecinho ele(a) encontra outra capsule machine e novamente o Whisper, que lhe dá um novo Yo-kai Watch e as memórias de volta. Só as medalhas que não né, porque daí não teria graça tu começar um jogo novo com um monte de Yo-kai forte! (esse foi o jeitinho que a Level-5 encontrou de fazer tu pegar os bichos tudo de novo).

O jogo se passa no mesmo mundo que o primeiro, mas calma, não é tudo repetido. Aqui, novas áreas surgiram na cidade, como a Sakura Tower, a região de Nagisaki e a região de Kemamoto (onde a avó do personagem principal vive). Também existe a opção de ir para 60 anos no passado, onde existem Yo-kais diferentes (são 100 novos neste jogo!) e um portador ancestral do relógio. Logo, você pode visitar áreas que já conhece do outro jogo e áreas exclusivas desta continuação. Além disso a continuação traz muitas outras novidades como batalhas de 6 contra 6, um mini game de corrida de bicicleta, um modo de batalha com mais ação (em casos específicos apenas) e claro, muitas e muitas novas side quests!

yokai10
Screenshot do primeiro jogo vs. screenshot do Yo-kai Watch 2.
Visual parecido, mas MUITO conteúdo novo!

É importante notar o fato de que esse jogo foi lançado inicialmente em duas versões: a Ganso e a Honke. As diferenças entre uma versão e outra vão desde brindes diferentes para cada jogo até Yo-kais exclusivos de cada versão e side-quests diferentes. Mais tarde, em dezembro de 2014, foi lançada uma terceira versão, a Shinuchi. Essa versão é uma combinação das duas versões anteriores com alguns elementos a mais.

yokai11
Boxarts da versão Honke, Ganso e Shunichi, respectivamente.
Infelizmente ainda não lançados aqui.

Eu ainda não joguei esse jogo (se demorar muito pego um 3DS japonês logo logo viu) mas ele é, até agora, o mais elogiado da série. Me ajudem lendo esse post, amando esse jogo e o comprando, para que as vendas sejam cada vez melhores e a Nintendo localize ele logo, por que olha, tô bem ansioso. E claro, mais provável que tragam somente a terceira versão, já que ela é uma versão aprimorada das anteriores, o que já é ótimo até pro meu bolso!

Yo-kai Watch 3

yokai12
O milho verde é um novo Yo-kai e se chama PINTOCORN no Japão. É amor DEMAIS <3

É o terceiro jogo da série que sai esse ano lá pra julho. Dessa vez uma mudança de ambiente bem grande vai acontecer. O personagem principal viaja para os Estados Unidos e lá vai conhecer novos Yo-kais e amigos, então espero assim que seja uma ambientação tão maravilhosa quanto a anterior e seja tão bom quanto! A expectativa é grande, mas vou tentar baixar um pouco a bola por hora porque nem o 2 chegou aqui ainda né… (VEM DOIS!!!!). Pouco do gameplay foi divulgado, e tampouco ainda foi dito se haverá mais de uma versão como no segundo jogo. Esse abaixo é o vídeo de anúncio divulgado.

Yo-kai Watch Busters

yokai13

Busters é um spin-off baseado em um dos mini-games da série principal. Dentro do primeiro e do segundo jogo, existem momentos aleatórios onde o jogador está andando pelo mapa e tudo fica preto e branco. Esse evento é chamado no jogo de Terror Time (Oni Time no original), e quando ele acontece o jogador deve fugir de um Yo-kai gigante parecido com um Oni (daí o nome) que o persegue pela cidade. No primeiro jogo as únicas opções são fugir ou ter uma luta normal contra ele, sendo que ele é MUITO forte e é quase impossível vencer. Mas no segundo jogo é dada uma opção de unir seus Yo-kais em um time e lutar contra o Oni dentro do mapa mesmo, como em um jogo de ação. Este spin-off é baseado nisso: o jogador forma um time de Yo-kais e sai pela cidade cumprindo missões que envolvem derrotar Yo-kais e chefes, tudo com o mesmo estilo de batalha presente na Terror Time de Yo-kai Watch 2.

yokai14
Screens do jogo, que é focado completamente na ação.

Este jogo também veio em duas versões inicialmente: A “Red Cat Team” (que traz o Yo-kai Jibanyan como mascote principal) e a “White Dog Corps” (que traz o Yo-kai Komasan como mascote principal). Logo em seguida foi lançada uma terceira versão, que traz como mascote principal o Yo-kai USApyon. Este Yo-kai faria seu debut no terceiro jogo da série apenas, mas acabou se tomando a frente desta nova versão, chamada “Moon Rabit Team“.

Ah! Outra coisa que é legal notar é que este spin-off traz muitos elementos baseados nos filmes da franquia Ghostbusters, daí o nome do jogo!

Yo-kai Sangokushi

yokai15

Esse é um outro spin-off também programado para 2016. Yo-kai Sangokushi é um jogo criado a partir da colaboração entre a Level-5 e a Koei. Ele é uma versão dos jogo da série Romance of the Three Kingdoms, que são jogos de RPG estratégico. Ou seja, basicamente este jogo vai ser um RPG estratégico com Yo-kais!

Até o momento é só isso de jogo. Quer dizer, 5 jogos em 3 anos não é pouco né? O importante é que os jogos da série são a porta de entrada pra esse mundo fantástico que eu não consigo mais sair, e que se você experimentar, não vai conseguir sair mais também. Mas não é só de jogo que vive essa franquia.

VIVE DE QUE MAIS ENTÃO?

yokai16

De anime. Pra falar a verdade, o anime estreou até antes do lançamento do jogo, só que a história do jogo foi concebida beeeem antes, logo, o jogo é tido como o original. Na versão em anime conhecemos o Nate (Kenta), que assim como no jogo, conhece o Whisper e ganha o Yo-kai Watch. Nessa versão ele é o herói principal, sendo que no jogo você pode escolher entre um personagem com a aparência dele ou da Katie (Fumika). Katie, no anime, é uma colega de classe de Nate, por quem ele tem uma queda. A história segue com Nate resolvendo problemas causados por Yo-kais com a companhia de Whisper e do Yo-kai Jibanyan, que é o mascote principal do anime. Alguns outros Yo-kais são regulares na série também, como Komasan e Manmutt (Jinmenken, no original).

O legal é que o anime muitas vezes mostra Yo-kais que ainda não apareceram nos jogos, como o USApyon, que foi criado para o terceiro jogo, mas apareceu primeiro no anime e depois no Yo-kai Watch Busters. E olha que Yo-kai Watch 3 nem foi lançado ainda! Mais um motivo pra acompanhar também a versão animada.

yokai17
USApyon – Coelho e astronauta <3

Os episódios são divididos normalmente em duas ou três partes, sendo que cada parte do episódio tem como foco um Yo-kai específico ou alguma situação causada por algum deles. São como mini episódios dentro de um só, mas claro, os personagens se lembram de tudo que aconteceu antes e existe uma ligação entre as partes. É importantíssimo ressaltar o foco do anime, que é a comédia. Apesar de ser um programa voltado para crianças, alguns episódios possuem até algumas piadas com uns torcadilhos bem adultos, e olha, difícil ficar um episódio sem cair morta de rir, viu.

yokai18
Essas são cenas do anime. Foi bem difícil selecionar as mais engraçadas pra por aqui.

Quem quiser assistir vai ter que recorrer aos métodos não oficiais, já que não temos o anime aqui nem por serviço de streaming (olha ai Netflix!) e o Disney XD americano disponibiliza os episódios completos no Youtube apenas para os EUA. Também é preciso saber um pouco de inglês, porque os fansubbers brasileiros pararam (até o momento) lá pelo episódio 30, enquanto os fansubbers americanos estão bem atualizados com o Japão, que atualmente exibe por volta do episódio 106. Também já foram lançados 2 filmes nos cinemas, sendo que um deles é aquele que ultrapassou Star Wars no Japão, que eu citei lá em cima!

Eu poderia deixar pra fazer um tópico separado só pra trilha sonora desse anime que é maravilhosamente gostosa, e que provavelmente todo japonês já deve saber cantar. As músicas de abertura e de encerramento trazem dancinhas que com certeza, se você der uma olhada, vai querer aprender! Mas pra esse guia não ficar mais longo ainda eu vou deixar bem aqui o vídeo que a Level-5 fez com a dancinha de encerramento (as do anime só têm em inglês no Youtube gente :/). Ele utiliza os gráficos dos jogos, que compartilham de versões das mesmas músicas do anime.

E MANGÁ, TEM?

yokai19

Tem, são várias versões publicadas pela editora Shogakukan. A principal delas, de autoria de Noriyuki Konishi, é publicada na revista Coro Coro desde o fim de 2012 (até antes do anime!) e tá em andamento até agora com 9 volumes, voltada para o público Shonen. Essa versão é publicada também nos Estados Unidos pela VIZ, e se encontra atualmente no volume 3. Outra versão também em andamento com 2 volumes, porém só lançada no Japão até o momento, é a Yo-kai Watch: Wakuwaku Nyanderful Days, voltada para o público Shoujo, escrito pela autora Chikako Mori e publicado na revista Ciao.

Também podem ser encontradas no Japão duas adaptações em 4-koma (tirinhas), um mangá one shot de Yo-kai Watch Busters (esse eu até comprei!) e uma história solo Shounen/Seinen, ainda em publicação, do Yo-kai Komasan. É muito difícil que esses mangás chegarem por aqui, mas se algum dia vierem (eu disse “se algum dia”, mas até parece né) vai ser a primeira versão, que é a principal, e é maior e bem mais famosa. Mas se você se interessar pela franquia e quiser conferir o mangá, não espere, compre em inglês no Book Depository porque a não ser que a franquia estoure aqui, pro Brasil esse mangá não vem.

QUE MAIS QUE TEM?

yokai20
KERO

Além das três principais mídias, a franquia tem uma linha enorme de brinquedos já. São réplicas dos relógios, medalhas fiéis às do jogo e do anime e Medalliuns para guardá-las. Com um Yo-kai mais fofo do que o outro também é super fácil encontrar miniaturas e pelúcias deles. Pra quem tiver interesse nos produtos, não é muito difícil consegui-los. É fácil achar alguns brinquedos japoneses no e-bay ou comprar da linha americana, que já está nas lojas (não do Brasil, claro). Mas encha o bolso primeiro, porque com o dólar nesse valor e junto ao frete + taxas, uma réplica do relógio, que custa 20 dólares, sai por R$250,00.

CONCLUSÃO

É, é muita coisa, eu sei, mas não é difícil acompanhar a franquia. Apesar de ser voltada para crianças, assim como Pokémon, ela chama a atenção de pessoas de todas as idades. A história é fantástica e as criaturas são lindas, sendo que a maioria delas é baseada e possui os mesmos nomes de alguns youkais do folclore japonês. É legal jogar alguns nomes no google e ver como eles são representados nas lendas e como foram adaptados para a franquia de uma forma mais fofa!

yokai21
Esse é o Cheeksqueek (Onarazumono). Ele não é baseado em nenhuma lenda, mas ele tem uma cara de BUNDA gente, e peida o tempo todo. Um Yo-kai com CARA DE BUNDA. E vocês enrolando pra começar a jogar e ver o anime. Tsc, tsc.

No mais eu sei também que no momento atual é bem difícil investir em um jogo as cegas (principalmente da Nintendo) aqui no Brasil, e é por isso que eu fiz esse guia. Yo-kai Watch é um jogo de uma franquia maravilhosa que tá disponível pra gente e que poucos brasileiros estão dando atenção, talvez justamente por muitos se cegarem por causa do preconceito, achando que é uma “cópia” de Pokémon, quando na verdade a série possui identidade própria e apenas bebe da mesma fonte que muitas outras franquias já bebem faz tempo, como Digimon, Yu-Gi-Oh!, Beyblade, Precure e o próprio Pokémon. Deixe esse preconceito de lado e dê uma chance à série, ela existe apenas há 3 anos e já é enorme, e isso só mostra que ela tem muito potencial e pode coexistir com Pokémon. Se não tem dinheiro para o jogo ou não possui 3DS assista ao anime, que é tão divertido quanto. A franquia tá presente em todas as mídias e só cabe ao consumidor deixar de ser bobo e aproveitar o que ela tem de melhor.

Espero que tenham lido até aqui e gostado 😀

20 comentários sobre “Yo-Kai Watch – O Guia Completo

  1. Leo

    e aí. eu comecei com yokai watch pelo mangá (que pra mim é bem superior ao anime em termo de comédia) que já é lançado aqui pela panini. eu simplesmente adorei. apesar de pegar a premissa de pokémon, o mangá e anime são totalmente diferentes do monstrinho de bolso. e gente, se vcs gostam do wisper no anime, leiam o mangá que está sendo lançado aqui pois nele o wisper é 3x mais doido. ok menino naiti. kkkkk. vale a pena parar de torcer o nariz para esses tipos de história e arriscar, pelo menos esse aí me surpreendeu, adorei.

  2. Simone

    Boa tarde, por acaso sabe dizer se comprar o relogio yokai dos EUA, mas usar as medalhas aqui do Brasil, vai falar em português? A gravação tá na medalha ou no relógio?

  3. Rafael Vitor

    Vc parece entender bem da serie .Entao se puder me responda yo kai watch 2 bony spirits vale a pena ?O jogo temum bom tempo de duração e extras por exemplos side quest e tals?

  4. Pingback: Eu estou apaixonado por Yo-kai Watch – Operattack

  5. Pingback: Sobre Yo-kai Watch e saudosismo – Bonus Mission!

  6. Pingback: 5 aplicativos favoritos para celular – Operattack

  7. Artur Duarte

    Embarquei no mundo Yo-kai no começo do ano passado por curiosidade “o que é essa coisa que tanto vende” e hoje em dia sou completamente apaixonado. <3

    Acompanho o anime em raw e é uma das melhores coisas que já vi. Absurdamente cativante e engraçado, charmoso e nunca cansando mesmo com piadas repetidas (meu Yo-kai favorito no momento é o Hanahojin, todo episódio com ele temos o mesmo gag, mas não me aguento AUSHIJASH). A única crítica que eu teria seria o começo morno/fraco das minisséries da Inaho com o USA-pyon, mas isso já foi consertado e atualmente está bem legal ( melhor até que as partes com o Keita/Nate D: ).

    O jogo é maravilhoso, joguei apenas o 1 para acompanhar a Nintendo nas versões localizadas, mas já quero morrer esperando o 2, tbh. Fiz tudo possível de post-game, mesmo sendo incompatível com o 2. O RNG é meio frustrante, mas desafiador. Só fico puto que até hoje não consegui um Pandanoko e mando o jogo se foder sempre que tento – tentando há 4 meses usando o street pass umas 2x diárias e nada???

    Meu namorado jogou o 2 e o Busters por…meios alternativos, como você diz. rs, e diz que o 1, apesar de simpático, parece apenas protótipo do que está por vir. Ansiosíssimo define. @_@ Enquanto isso espero os produtos da Hasbro por aqui, um dia…

    O mangá ainda não li fora capítulos aleatórios de CoroCoro, mas confesso que o traço me mantém um pouco afastado e por isso até hoje não comprei os tankos. Tenho curiosidade no shoujo, tive até a oportunidade de ver o vol.1 na Fonomag em 2015, mas deixei para lá. </3

    Enfim, parabéns pela matéria, nunca é demais enaltecer Yo-kai Watch. =D Espero que o sucesso alcance muitas pessoas por aqui, a série merece muito mais que isso – o que já não vi também de gente xingando por causa da demo e por comparar com Pokémon zzz.

  8. Fernando S.

    Nossa, muito completo! Já tem um tempo que eu queria entender Yo-Kai Watch que todos falam tanto mas tinha preguiça de epsquisar informação por informação rs, obrigado pelo texto 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *